Seguro de vida com cobertura temporária ou vitalícia? Saiba como escolher!

Diretor da Bradesco Vida e Previdência esclarece o que deve ser considerado nessa decisão, de acordo com o momento de vida e a reserva financeira do segurado



São Paulo, 05 de julho de 2021 - Em tempos de incerteza, os impactos ocasionados pela pandemia tornaram ainda mais importante a revisão do planejamento financeiro individual e familiar, incluindo a escolha de um seguro de vida adequado ao momento de cada pessoa. Uma parcela crescente da sociedade vem demonstrando interesse por essa proteção, mas muitos ainda esbarram em uma infinidade de dúvidas e, sem uma perspectiva clara dos seus objetivos, acabam adiando a contratação do seguro.


Para Bernardo Castello, diretor da Bradesco Vida e Previdência, a pandemia mostrou a necessidade de todos reavaliarem permanentemente o nível de proteção e segurança de que dispõem, adequando-o aos diferentes momentos de vida. O especialista explica como avaliar a cobertura, o valor e o que pode influenciar na decisão do segurado na hora de contratar um Seguro de Vida vitalício ou temporário, uma vez que as modalidades apresentam caraterísticas particulares.


Quando adquirir um Seguro de Vida Temporário?


O Seguro de Vida temporário é indicado para quem busca coberturas para necessidades momentâneas. Por exemplo, jovens que ainda não acumularam patrimônio, financiamento de um imóvel ou pais que desejam garantir boas condições de educação para os filhos até que eles alcancem a maioridade. Dessa forma, é uma proteção pensada para assegurar a manutenção da renda, caso aconteça alguma eventualidade que resulte na ausência do provedor principal.


Vale ressaltar que, pelo fato de o plano ser temporário e não resgatável, o segurado deve ficar atento ao período e à revisão da cobertura, para que ele esteja sempre adequado às suas reais necessidades. "O plano temporário normalmente tende a apresentar um valor mais atraente do que o seguro de vida vitalício. Contudo, a comparação não deve ser focada na diferença de preço, e sim no objetivo desejado e nos benefícios a serem proporcionados pelo plano no prazo estabelecido", aconselha Bernardo.


Quando contratar um Seguro de Vida Vitalício?


O Seguro de Vida vitalício é uma opção indicada para cobertura de morte natural ou acidental. A proteção é válida por toda a vida do segurado, atuando como uma forma de proteção financeira familiar. "Em caso de invalidez, o beneficiário fica dispensado do pagamento das mensalidades, mas a cobertura contratada é mantida na íntegra. Na situação de uma doença terminal, ainda é possível antecipar parte do benefício contratado em vida", detalha o diretor da Bradesco Vida e Previdência.


A proteção vitalícia também oferece a vantagem de não sofrer a incidência do Imposto de Renda. Além disso, diferentemente de outras modalidades de planejamento sucessório, por não ser considerada uma representação de herança, é isenta do Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD), o que garante o recebimento do valor completo da indenização.


Como escolher entre uma cobertura vitalícia ou temporária?


"Como mostram as características de cada produto, o importante é analisar a natureza das situações que possam desequilibrar seu orçamento. No caso de um imprevisto capaz de impactar grande parte da família, como a perda de seu provedor, por exemplo, a cobertura vitalícia seria a mais indicada", observa Bernardo Castello.


"Mas imagine que você enfrente um imprevisto menos impactante, porém mais imediato, que demande a mobilização de uma reserva financeira que não esteja disponível. Nesse momento, o seguro de vida temporário entra como uma proteção para ser usada em vida, suprindo as necessidades decorrentes dessa eventual instabilidade financeira. Independentemente da modalidade, o seguro de pessoas deve ser sempre lembrado como uma forma de garantir qualidade de vida e bem-estar, pensando na sua proteção pessoal e na daqueles a quem você ama", conclui o diretor da Bradesco Vida e Previdência.

0 comentário