SulAmérica mantém consistente crescimento orgânico, mesmo em um cenário ainda muito desafiador

A Companhia registrou números positivos em diversas carteiras e avançou na sua estratégia de crescimento


Rio de Janeiro, 11 de maio de 2022 – No mesmo trimestre em que anunciou acordo de associação com a Rede D’Or, a SulAmérica reportou números crescentes e positivos em receitas, resultado financeiro e beneficiários de planos coletivos de Saúde e Odonto, tudo isso em meio a um cenário adverso que manteve a sinistralidade elevada com a chegada da variante Ômicron da COVID-19 no início do ano, o forte impacto do retorno das frequências após picos da pandemia e a maior pressão dos custos pressionados por componentes inflacionários. Estes são os destaques dos resultados da Companhia no primeiro trimestre de 2022, divulgado ao mercado nesta quarta-feira (11). A SulAmérica alcançou 4,5 milhões de beneficiários em Saúde e Odonto, crescimento de 5,3%, na comparação com igual período de 2021 e apresentou sinistralidade de 85,2%, pior que os índices registrados em períodos normais, principalmente em função da pandemia, mas melhor em 3,2 pontos percentuais na comparação com o quarto trimestre de 2021.


“Em relação à pandemia, que tão severamente afetou nossos resultados em 2021 e ainda trouxe impactos negativos relevantes na sinistralidade no primeiro trimestre de 2022, podemos olhar o cenário atual a partir do segundo trimestre com mais otimismo, ao menos no que se refere aos impactos diretos da pandemia”, descreve o CEO Ricardo Bottas, para quem a variante Ômicron trouxe aumento de custos assistenciais no segmento de Saúde em relação ao observado no 4T21, mas em patamar aquém ao verificado em períodos mais agudos da pandemia em 2021. Segundo o executivo, “permanecemos atentos aos indicadores da pandemia, mas os dados recentes estão em patamares mais baixos e controlados. Entretanto, seguimos atentos e atuantes sobre as demais frequências normais de utilização (ex-Covid) que ainda denotam preocupação de todo o mercado”.


A associação entre SulAmérica e Rede D’Or, que envolve dois líderes do mercado de saúde do Brasil, foi um marco no trimestre. A operação, após aprovação pelos Conselhos de Administração das duas companhias em fevereiro, foi também aprovada em abril pelos respectivos acionistas e, na sequência, foi submetida à aprovação dos órgãos reguladores competentes. “A operação histórica para o setor de saúde do Brasil certamente trará muitos ganhos para ambas as companhias, seus acionistas e para a sociedade, unindo duas empresas de larga escala, reconhecidas pela qualidade de seus serviços e capacidade de crescimento sustentável, com elevado grau de alinhamento e com diversas sinergias e oportunidades a serem desenvolvidas”, acredita Bottas.


No trimestre, as ferramentas digitais da SulAmérica foram fundamentais e permitiram ampliar o acesso à saúde com efetividade, conveniência e qualidade, garantindo assistência para os beneficiários. A Companhia alcançou mais de 438 mil atendimentos digitais neste trimestre, aumento superior a 40% na comparação com o mesmo trimestre do ano passado. Desde o início de 2020, a seguradora atingiu cerca de 2,5 milhões de atendimentos remotos por meio da telemedicina no Saúde na Tela, que conta com médicos plantonistas e especialistas (+50 especialidades), além de terapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos e a orientação médica telefônica.


A SulAmérica tem trabalhado cada vez mais na formação da jornada digital dos seus clientes, e vem avançando muito neste sentido, com entregas contínuas no aplicativo de Saúde, que se destaca como um dos apps com mais funções e transações no mercado.


A carteira de planos coletivos de Saúde e Odonto da SulAmérica alcançou 4,4 milhões de beneficiários, crescimento de 5,7% quando comparado ao mesmo período do ano anterior. A estratégia midticket seguiu evoluindo e vem mantendo um ritmo de crescimento consistente. No fechamento trimestral, este nicho de atuação já alcançava 195 mil beneficiários (65% a mais do que em igual período de 2021), influenciado pelo bom desempenho da Paraná Clínicas e seu modelo semi-verticalizado com mais de 114 mil vidas, pela incorporação da carteira da Santa Casa de Ponta Grossa com 23 mil vidas e pela evolução dos produtos da linha SulAmérica Direto, que em 11 regiões já somam 60 mil vidas (128% de crescimento em 12 meses).


Na carteira de Seguros de Vida, a SulAmérica conquistou 217 mil novos segurados e teve receitas operacionais totalizando R$122,3 milhões no 1T22, aumento de 19,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, impulsionadas tanto pela retomada de vendas no seguro viagem, acompanhando o retorno das viagens nacionais e internacionais com o maior controle da pandemia, quanto pelo melhor desempenho das carteiras prestamista e coletivo. Neste segmento, o índice de sinistralidade atingiu 42,4%, reduções significativas de 38,7 pontos percentuais em relação ao 1T21 e de 11,7 p.p. na comparação com o 4T21, também acompanhando a melhora da pandemia e consistente retorno aos patamares pré-pandemia.


Outro destaque foi o excelente desempenho da SulAmérica Investimentos, que encerrou março de 2022 com praticamente R$ 50 bilhões de ativos sob gestão, crescimento de 11,1% em relação ao mesmo período do ano anterior, resultado do aumento em ativos próprios (+12,3%) e em recursos de terceiros (+15,5%), estes positivamente impactados por um maior volume de captações, sobretudo em fundos de crédito, que apresentam crescimento consistente nos últimos meses.


O resultado financeiro da SulAmérica totalizou R$137,6 milhões no 1T22, melhora significativa de 762,8% em relação ao mesmo período de 2021, principalmente em função de um maior resultado de investimentos, mantendo trajetória similar à apresentada nos últimos trimestres, acompanhando os aumentos sequenciais na taxa básica de juros (Selic) ao longo dos últimos 12 meses, além da maior rentabilidade dos ativos indexados ao IPCA. Por fim, o lucro líquido alcançou R$24,4 milhões, redução de 54,7% em relação ao primeiro trimestre de 2021 sob forte impacto dos efeitos da pandemia e das frequências em saúde, mas revertendo o prejuízo apresentado no quarto trimestre de 2021.


“Neste ano que iremos completar 127 anos, seguimos confirmando nossa resiliência e a força e qualidade de nossa operação, que vem consistentemente colocando a SulAmérica em posição de destaque no mercado, mesmo neste momento ainda tão desafiador. E neste aspecto, sempre enfatizo o alto nível de engajamento que vemos em nossos colaboradores e a confiança, dedicação e parceria dos corretores de seguros, prestadores, parceiros de negócios, acionistas e demais stakeholders”, finaliza Bottas.

0 comentário